A Eleição das 7 MARAVILHAS & PESADELOS DE BRAGA

Apresentação

Sob o mote da “LISBON OFFICIAL DECLARATION OF THE NEW 7 WONDERS OF THE WORLD”, iniciativa de âmbito planetário idealizada pelo suíço Bernard Weber, onde se pretendem eleger as novas sete maravilhas do mundo, e que irá ter o seu ponto mais alto em Lisboa no próximo dia 7 de Julho, a ASPA dando testemunho de que o património é uma coisa viva e dos nossos dias, capaz também de entusiasmar as grandes multidões, associa-se simbolicamente ao evento propondo a realização de uma eleição semelhante no município de Braga.

Assim, além das 7 MARAVILHAS de Braga, que a ASPA irá sujeitar ao sufrágio dos bracarenses e de todos os compreendem a importância do património no nosso desenvolvimento, iremos igualmente convidar todos aqueles que verdadeiramente amam a nossa terra a escrutinarem os 7 PESADELOS do nosso descontentamento. Trata-se não só de um modo de promover ainda mais o património de Braga junto do grande público, como também a finalidade última e optimista de sensibilizarmo-nos enquanto cidadãos para a sua defesa e salvaguarda, de modo a evitarmos que no futuro se possam repetir tais atentados.

A ASPA, na sua já larga tradição de três décadas de actividade e prestígio reconhecido na defesa, estudo e divulgação do património cultural e natural do Minho, reuniu um painel de diversas personalidades reconhecidas e de técnicos especialistas nos domínios do estudo e da divulgação do património, que foram convidados a pré-seleccionarem um elenco de 21 MARAVILHAS & PESADELOS de Braga. As propostas reunidas irão ser oficialmente anunciadas em acto público no próximo dia 30 de Abril, ficando todo o mês de Maio a concurso. Ao mesmo tempo que vão sendo divulgados os detalhes alusivos a cada uma das candidaturas, da sua história, características, autores, época em que foram concebidas, etc., a ASPA, com o apoio inestimável do Diário do Minho, irá disponibilizar os meios ao alcance para os bracarenses votarem. Nesse sentido será lançado um cupão, que oportunamente virá a ser publicado nas edições do jornal e que permitirá a participação de todos através do envio dos votos pelo correio para o apartado postal da associação. Igualmente, em alternativa, será disponibilizada a possibilidade do envio de voto electrónico, por via da “página web” da ASPA, através de “e-mail”.
Finalmente, em princípios de Junho, serão publicamente anunciados os vencedores, assumindo aqui a ASPA compromisso de promover a sua divulgação nas mais diversas esferas do seu âmbito de actuação.

Estamos, todavia, plenamente convictos que, para melhor e para o pior, Braga reúne muitas mais potenciais candidaturas a MARAVILHAS & PESADELOS do que as quarenta e duas finalistas que irão ser divulgadas na próxima Segunda-Feira, sendo que o principal interesse do certame está também no debate público que, estamos certos, esta iniciativa dos trinta anos de vida da ASPA irá suscitar. Se é certo que a oportunidade de edificação do novo centro ibérico nanotecnologia, pela expectativa do seu alcance e simbolismo, promete ser um referencial do património arquitectónico contemporâneo em Braga, não é menos certo também, que o desmantelamento, seguido de destruição e aviltamento da Casa da Orge, em Maximinos, surgido já depois do escrutínio, certamente mereceria integrar uma das candidaturas à expressão negativa da política urbana da cidade.

O nosso património é um valor colectivo em permanente transformação que nos convoca a pronunciarmo-nos sobre o tempo em que vivemos e qual o futuro desejamos para a nossa cidade. Como anuncia a eleição “New7wonders 07.07.2007”, o seu voto conta, ajude-nos a fazer história.

O Conselho Directivo da ASPA